Tapira Teen - A Revista Digital de Tapira
Publicado em: 27/04/2010
Fosfertil reorganiza suas litotecas
Untitled Document

Assim como os livros têm um espaço especial para seu armazenamento e consultas, a biblioteca, as rochas também têm uma área dedicada a elas, a litoteca (lithos=rocha e teca=local de armazenamento). Na Fosfertil, maior produtora brasileira de matérias-primas para indústrias de fertilizantes, com três unidades de mineração operando e uma em estudo para instalação, esses espaços estão sendo reorganizados. Segundo a geóloga da Fosfertil Carla Grasso, mais do que um acervo de rochas, a litoteca é a prova física de todo patrimônio mineral da companhia. As amostras de subsolo, chamadas de testemunhos de sondagem, são necessárias para se definir as características geológicas, o volume do minério e como os teores estão distribuídos naquela região. “Essas informações são fundamentais para a elaboração dos planos de lavra, cuja operacionalização levará ao atendimento dos planos de produção de nossas minas”, avalia Carla. O trabalho se concentra agora no Complexo de Mineração de Tapira, em Minas Gerais. Na unidade da Fosfertil em Catalão (GO), a atividade já foi concluída, com o armazenamento de mais de 20.000 metros de testemunhos de sondagem. Para comportar esse material, foram instaladas seis prateleiras, com cerca de 25 metros de comprimento por 4 m de altura cada. Há furos que alcançam mais de 200 metros de profundidade, sendo necessárias 70 caixas para armazenar. Anteriormente, a área do Projeto Salitre, empreendimento a ser instalado na cidade de Patrocínio, também foi catalogada. Foram mais de 30 mil metros de testemunhos de sondagem. (Enviado pela Assessoria de Comunicação da Fosfertil)

Untitled Document
Mais notícias sobre Empresas
Untitled Document