Tapira Teen - A Revista Digital de Tapira
Publicado em: 10/02/2010
Fosfertil patrocina preservação da águia-cinzenta
Untitled Document

Durante cinco dias por mês, os biólogos Robson Silva e Silva e Marco Antonio Monteiro Granzinolli saem à região de Domo do Salitre, em Patrocínio (MG), para observar, capturar, catalogar e soltar novamente a águia-cinzenta, ave de rapina ameaçada de extinção no Brasil e em alguns países vizinhos. A águia de grande porte, que pesa cerca de 3 kg e possui 2 metros de envergadura, tem ocorrência em alguns países da América do Sul, como leste da Bolívia, Brasil, Paraguai e norte da Argentina. Os trabalhos em campo, iniciados em novembro de 2009, fazem parte do Projeto Águia-Cinzenta, desenvolvido pela Fosfertil, maior fabricante de matérias-primas para fertilizantes no país, que visa monitorar por rádio-telemetria (VHF) e por satélite (PTT – GPS) os animais da espécie e assim contribuir para sua preservação. O projeto é inédito no Brasil e, de acordo com Robson, a espécie é monitorada por meio de transmissor via satélite apenas na Argentina. Informações a respeito da biologia e ecologia desta espécie são escassas ou especulativas, ou seja, hábitos da águia-cinzenta são pouco conhecidos. "Tomando, por exemplo, a ecologia alimentar percebemos que não há estudo específico, há apenas observações esporádicas e suposições", explica Caroline Fávaro Oliveira, analista de meio ambiente da Fosfertil em Patrocínio. Ela afirma também que a falta de conhecimento sobre esses animais é ainda mais agravada para temas como reprodução, área de vida, deslocamentos, uso de habitat entre outros. "Os trabalhos de monitoramento visam conhecer melhor os hábitos desta espécie. Com a iniciativa, o Projeto Salitre promove o conhecimento, o que será importante para a convivência harmônica das atividades mineroindustriais com a natureza, expandindo o conhecimento sobre a espécie, criando e difundindo medidas para sua conservação", completa a analista. Segundo Robson Silva e Silva, geralmente esses indivíduos vivem de modo solitário ou em par. No entanto, quando há filhotes ou jovens a espécie pode constituir trios familiares. "A águia ocorre naturalmente aqui na região, em baixas densidades e habita principalmente áreas abertas e semiabertas, como por exemplo, campo de altitude, campo cerrado e cerrado", acrescenta o biólogo. Assim como todas as atividades da Fosfertil ligadas ao meio ambiente, o projeto conta com a autorização dos órgãos ambientais responsáveis. (Crédito da foto: Robson Silva e Silva)

Untitled Document
Mais notícias sobre Empresas
Untitled Document