Tapira Teen - A Revista Digital de Tapira
Publicado em: 11/09/2017
Escola Alvina Alves comemora Dia da Independência
Untitled Document

A Escola Municipal Alvina Alves de Rezende comemorou em grande estilo a Independência do Brasil - os alunos protagonizaram desfiles, apresentações musicais e dançantes, além de encenarem o momento crucial que os livros de história cravam como a declaração de independência do país.

Para iniciar a cerimônia, três alunas empunhando as bandeiras de Tapira, Minas Gerais e do Brasil se perfilaram e os demais estudantes acompanharam respeitosamente a execução dos hinos Nacional Brasileiro, da Independência e de Tapira - momento em que as vozes dos alunos do 1º ao 5º ano se sobressaíram sobre a música, e o clima de emoção foi evidenciado.

Para recordar os velhos tempos, onde os desfiles de 7 de Setembro ganhavam as ruas tapirenses, uma fanfarra foi montada com os alunos da escola e ensaiada pelo músico Gleidiçon Rodrigues Silva - que também fez um intenso e valoroso trabalho de recuperação dos instrumentos da antiga fanfarra da cidade. Durante a apresentação da fanfarra, os alunos do 6º ao 9º Ano desfilaram, capitaneados pelo Sargento Flávio, pelo pátio da escola.

Como não poderia deixar de acontecer, houve a encenação do momento de declaração de independência, com dois cavaleiros representando Dom Pedro e o mensageiro, que trazia a carta da Corte de Portugal ordenando que voltasse para o país europeu. Empunhando a espada, nosso pequeno Dom Pedro então bradou "Independência ou Morte" e recordou a cena que contam os livros de história.

O especialíssimo dia contou ainda com a apresentação de dança da música "Eu te amo, meu Brasil, eu te amo", com alunas vestidas de índias, jogadoras de futebol, sambistas, dentre outros que representam as raças e costumes do país.

A professora de música da escola, Sra. Meire, interpretou Geraldo Vandré, cantando "Prá não dizer que não falei das flores" - momento em que entraram vários alunos pedindo fim das injustiças e da corrupção e clamando que o Brasil seja realmente livre.

Para finalizar uma coreografia do tradicional samba e a interpretação do Hino Nacional, com voz e violão, fecharam com chave de ouro as comemorações pela Independência do Brasil.

"O dia 7 de Setembro é muito especial para os brasileiros e nós, como escola, nos sentimos na obrigação de incentivar a lembrança de nossas conquistas para fortalecer o nosso sentimento de pátria. Durante toda a semana realizamos atividades voltadas para o tema da Independência do Brasil e temos a certeza que plantamos uma sementinha de respeito ao país no coração de cada um de nossos alunos" - destacou a diretora Eneide Ribeiro.

Untitled Document
Mais notícias sobre Educação
Untitled Document