Tapira Teen - A Revista Digital de Tapira
Publicado em: 21/10/2013
Independente e Boca vencem pelo Tapirense
Untitled Document

Três jogos marcaram a rodada do Campeonato de Futebol Amador de Tapira neste final de semana. Destaque para o clássico entre Canoas e Alambik, a primeira vitória do Independente e a consolidação do Boca Júniors na liderança.

No sábado Canoas e Alambik protagonizaram um jogo bastante movimentado e com muita tensão. O Alambik, precisando de uma vitória para subir na classificação foi para cima e abriu 2x0 no placar com gols de Ricardo e Matheus.

Nesta altura o Canoas, aparentemente atordoado, não dava mostras de que poderia reagir. Foi quando o atleta Matheus, do Alambik, foi expulso, dando um combustível novo para reanimar o adversário, que ainda descontou na primeira etapa com Biro-Biro.

No segundo tempo o Canoas se lançou para cima do Alambik e conseguiu empatar a partida com Biro-Biro, que após uma linda jogada anotou seu segundo tento.

Cinco minutos após o empate foi a hora da virada: Bebeto tabelou com Léo e colocou o Canoas na frente: 3x2. Como no primeiro tempo, na segunda etapa um cartão vermelho iria mudar o destino do jogo. O meio campista Ronaldo, da equipe do Canoas, cometeu uma falta dura e acabou sendo expulso - fato que gerou um tumulto no meio do campo, redundando na expulsão do jogador Josimar, do Alambik.

E quando o jogo reiniciou nem parecia que era o Alambik que estava com apenas 9 homens em campo. Os atuais campeões tapirenses foram para cima e, após jogada na área, Ivair derrubou João Paulo e o Juiz marcou pênalti. Anselmo marcou e deu números finais a este grande jogo: 3x3.

No domingo o Independente conseguiu a sua primeira vitória na competição ao bater a Capela por 3x1. Mesmo saindo atrás no marcador - a Capela marcou primeiro com um gol de Alex, o Independente buscou a virada e balançou as redes com Leandro (2) e Mamão.

No jogo de fundo da tarde de domingo no CETAP, Boca Júniors e Tiradentes, duas das melhores equipes da competição, protagonizaram um jogo emocionante do começo ao fim.

Logo no início da partida o Tiradentes se aproveitou de um cochilo da zaga adversária e, com Aimaas, marcou um belo gol, com a bola batendo em uma das traves e entrando rente a outra. Após o gol o Tiradentes continuou criando mais chances e abusando do direito de não transformá-las em gol.

Ainda na primeira etapa um lance mudaria o destino do jogo: o bandeirinha Paulo Giovani assinalou uma marcação que foi contestada por toda a equipe do Tiradentes e, o volante Ronaldo, em um momento infeliz chutou a bola contra o assistente. O juiz Lincoln aplicou merecidamente o cartão amarelo no atleta. Já no segundo tempo, o mesmo Ronaldo acabou tendo que cometer uma falta dura para impedir um contra-ataque do Boca e acabou levando o segundo cartão amarelo, o que resultou na sua expulsão.

Com um jogador a mais o Boca Júniors partiu literalmente para cima, mas o goleiro Joabner realizou defesas fantásticas, impedindo que a sua meta fosse vazada. No entanto, em um lance extremamente infeliz, Joabner foi com tanta confiança em uma bola chutada por Cristiano, quase sem força e no meio do gol, que acabou deixando a mesma passar por entre as suas pernas: 1x1.

O Tiradentes até criou mais algumas boas jogadas, mas o Boca estava com um a mais e ganhava a meia cancha, fazendo com que o adversário ficasse acuado e tentasse agredir apenas em raros contra-ataques.

Com tamanha pressão a vida acabou sendo inevitável e Dida e Serginho marcaram decretando a vitória do Boca Júniors por 3x1.

O resultado consolidou o Boca na liderança isolada do campeonato, mas a partida também serviu para mostrar que o Tiradentes possui bastante força para lutar de igual para igual com as demais equipes do campeonato, o que inspira o sentimento de jogos muito disputados nas semifinais.

Untitled Document
Mais notícias sobre Esportes
Untitled Document